ELETROPERMANENTES

Eletropermanentes

 

ELETROPERMANENTE

Campo de aplicação

Dentre as inúmeras aplicações dos eletropermanentes podemos citar o transporte de chapas, bobinas, blocos, billets, etc. Reduzem drasticamente o tempo de carga, descarga, movimentação e transporte do material ferroso, proporcionando enormes ganhos de produtividade com consequente redução de custos.

 

Podem ser utilizados em conjunto, o que possibilita o transporte seguro de perfis e cantoneiras em feixes, chapas longas, etc.
Dependendo da aplicação e do tipo de carga a ser transportada ocorrem variações no formato das expansões polares. As expansões polares podem ser planas ( para o levantamento de chapas e billets por exemplo), inclinadas(corpos ou peças poligonais ou redondas) ou móveis quando a carga é constituída de billets que apresentem empenamento considerável (> 20mm).


 

A GRANDE VANTAGEM DOS EQUIPAMENTOS ELETROPERMANENTES É QUE NÃO NECESSITAM DE ALIMENTAÇÃO ELÉTRICA PARA SE MANTEREM "MAGNETIZADOS". OU SEJA, EM CASO DE CORTE DE ENERGIA OU ROMPIMENTO DO CABO, A CARGA NÃO SE SOLTA. OS ELETROPERMANENTES GARANTEM SEGURANÇA TOTAL PARA HOMENS E MEIOS!!

Os equipamentos eletropermanentes são uma “combinação” dos equipamentos magnéticos e eletromagnéticos.

Possuem as vantagens do último, sem as desvantagens do primeiro.

Equipamento Eletropermanente = Eletromagnético + Magnético Permanente

 

Os equipamentos eletropermanentes utilizam a energia intrínseca dos ímãs permanentes: ao invés de serem ativados e desativados mecanicamente, são submetidos a um surto ou pico de tensão (=impulso elétrico), gerado por uma bobina similar àquela dos eletroímãs. Fornecem toda a sua força por um período de tempo ilimitado: o levantamento e transporte da carga é completamente independente de qualquer fonte de energia externa, oferecendo, portanto, máxima segurança durante a fase de utilização.

Pelo fato de o pulso de tensão ser muito rápido, praticamente instantâneo, pode-se enumerar como vantagens imediatas deste fato a economia de energia e o não aquecimento por si só do sistema, ao contrário dos eletroímãs que, por necessitarem permanentemente de uma fonte de energia elétrica, aquecem-se, perdendo rendimento após certo período de uso.

Uma outra vantagem imediata dos eletropermanentes, e certamente a principal, é o fato de que por não dependerem de alimentação elétrica para "funcionarem", não soltam a peça caso haja corte no fornecimento de energia da rede ou quebra do cabo alimentação. Garantem assim TOTAL segurança à operação.

Além disso por dispensarem sistemas no-break com baterias (necessário nas aplicações com eletroímãs!), os eletropermanentes não precisam de manutenção e não são agressivos ao meio ambiente.

 

EQUIPAMENTOS MAGNETICOS ELETROPERMANENTES...


1. Uma vez acionados os equipamentos eletropermantes, não dependem de alimentação elétrica externa;
2. Os eletropermanentes não soltam a carga se houver corte acidental de energia;
3. Os eletropermanentes garantem SEGURANÇA TOTAL À OPERAÇÃO, PARA HOMENS E MEIO;
4. Os eletropermanentes permitem ECONOMIA DE ENERGIA;
5. Os eletropermanentes NÃO TEM PERDA DE RENDIMENTO;
6. Os eletropermanenets NÃO NECESSITAM DE MANUTENÇÃO;
7. Os eletropermanentes NÃO SÃO AGRESSIVOS AO MEIO AMBIENTE!!!

Observação: Os eletropermanentes não são utilizados para sucata ou outros materiais que possuam um entreferro muito elevado.

 

Acessórios


Enrolador de cabo

Enrolador de Cabos

Pelo fato de o eletropermanente ter de ser alimentado eletricamente nas fases de magnetização e desmagnetização, há necessidade de se utilizar um enrolador de cabos retrátil. Por isso, também é importante conhecer os dados da ponte rolante (ou pórtico, etc) aonde será instalado o equipamento.
O enrolador de cabo, também chamado de dromo, recolhe ou cede a quantia de cabo necessária à alimentação do eletropermanente, de maneira automática. Ele acompanha o movimento do eletropermanente sustentado pelos cabos de aço na ponte rolante ou guindaste. Ao descer, o eletropermanente traz consigo o cabo de alimentação, tencionando.
É um equipamento fundamental quando se trata de garantir a perfeita alimentação elétrica do eletropermanente, tendo grande influência na vida útil do equipamento e na segurança da operação.
Para correta especificação, são necessários os seguintes dados:

  • Diâmetro do cabo;
  • Comprimento a enrolar (Altura);
  • Peso do cabo;
  • No. de eletropermanentes a serem alimentados independentemente;
  • Modelo do eletropermanente;
  • Potência.

 

 

BARRA DE CARGA

Em muitas aplicações, devido à variedade de espessuras e comprimentos das chapas que serão transportadas deve-se utilizar uma barra de carga com braços móveis, ou seja, uma barra de carga extensível.

 

Barra de carga

 

 

 


 

 

 

3.1 Questionário de especificação

    Para definir o melhor separador magnético para a sua aplicação, favor responder ao questionário abaixo:
    • 1. Qual o material a ser transportado:
      (   ) Chapas         (   ) Esferas         (   ) Bobinas                        (   ) Billets            (   ) Tarugos        (   ) Tubos
      (   ) Feixes           (   ) Perfis            (   ) Sucata                          (   ) Outros - Definir:

    • 2.  Dimensões da carga                                                               
      Máximo comprimento(mm):
      Mínimo comprimento(mm):
      Máxima largura(mm):
      Mínima largura(mm):
      Máxima/Mínima espessura(mm):                /
      Máximo peso(kg):
      Dimensões da peça mais pesada                             (comp. x larg. x esp.)(mm):
      Dimensões da peça mais leve                                   (comp. x larg. x esp.)(mm):

    • 3.  Quantidade de “peças” a serem içadas (exemplo: 2 chapas, 5 billets, 4 feixes, etc.):                               
    • 4. Acabamento da superfície:                                       
      (   ) bruto             (   ) desbastado                (   ) alisado

    • 5.  Entreferro ou airgap(mm):

    • 6.  Máxima temperatura da carga (favor checar esta informação com atenção):                              ºC

    • Dados sobre a instalação:

    • 7. Temperatura ambiente:                         ºC

    • 8.  Tensão disponível:                                                                 
      (   ) 220V              (   ) 380V              (   ) 440V
      (   ) Monofásica                                (   ) Trifásica                                      
      (   ) 50 Hz             (   ) 60 Hz            

    • 9. Local da instalação:                                                                  
      (   ) ao ar livre/descoberto                          (   ) coberto                        (   ) marítimo

    • 10. Tipo de içamento:   
      (   ) guindaste                                   (   ) ponte rolante                              (   ) pórtico                
      (   ) Outros - indicar:

    • 11. Há necessidade de enrolador de cabos?                                   
      (   ) Não          
      (   ) Sim - Indique altura de instalação(m):              

    • 12. Tipo de Eletroímã:
      (   ) Circular    (   ) Retangular

    • 13. Há limitação de peso para o eletroímã:                       
      (   ) Sim - indicar:                   kg                                (   ) Não

    • 14.  Há limitação de espaço na instalação?                        
      (   ) Sim - favor utilizar o espaço “Croquis da           instalação” p/ definição das limitações.                 
      (   ) Não

    • 15.  Qual o ciclo de trabalho em 10 minutos?                    
      (   ) menor do que 5 minutos                                   
      (   ) 5 minutos aproximadamente           
      (   ) maior do que 5 minutos

    • 16. Croquis da Instalação:

    • 18) Qual a tensão elétrica disponível no local da instalação?
    • 19) Definir as limitações de espaço e de peso do equipamento, se possível fornecer croquis da instalação.