PLACA ELETROMAGNÉTICA

 

Placa Eletromagnética

As placas eletromagnéticas são utilizadas na fixação de peças ferrosas em máquinas operatrizes, tais como retificadoras, plainadoras, fresadoras, etc. Podem ser adaptadas sobre mesas de seno e outros dispositivos. Evitam desnivelamentos, desajustes e perdas de tempo com regulagem de dispositivos aumentando a produtividade. São construídas em aço de alta permeabilidade magnética, interpólos de latão e bobinas eletromagnéticas com condutores e isolação especiais. O acionamento das placas eletromagnéticas é feito através do painel da máquina o por painel desmagnetizador, descrito em item específico neste site. Podem ser redondas com diâmetro a partir de 150mm a 600mm ou retangulares com largura mínima de 150mm e comp. de 600mm ou mais.

Diferentemente das placas magnéticas permanentes, as eletromagnéticas são “acionadas” por um conjunto de bobinas internas que, energizadas, geram um forte campo eletromagnético. No caso de queda de energia, desligam-se automaticamente.

São sempre alimentadas em corrente contínua!

Normalmente, as placas eletromagnéticas são fornecidas em 110VCC, mas opcionalmente podem ser projetadas para uso com 12, 24, 48, 100 ou 220VCC.

eletroimã de fixação


placas de pólos finos

Para a fixação de peças de espessuras reduzidas de maneira segura, deve-se reduzir o raio do fluxo magnético, ou seja, deve-se reduzir a distância entre os pólos da placa magnética (=placa magnética com passo polar ou polos finos). Alternativamente sugere-se a utilização de blocos transpassadores magnéticos.

As placas magnéticas de pólos finos são ideais para peças de pequenas espessuras, não por serem mais fortes do que as demais (a força de atração por centímetro quadrado é normalmente mais baixa em placas de pólos finos), mas por que permitem um melhor “aproveitamento” do fluxo magnético. Mesmo assim elas podem ser usadas também para a fixação de peças grandes em serviços de retífica.

 


Modelos

PLACA ELETROMAGNÉTICA

 

Modelos

PLACA ELETROMAGNÉTICA



ACESSÓRIOS

Possuímos uma linha completa de acessórios complementares para placas magnéticas e para máquinas operatrizes em geral.

 

    Painéis Desmagnetizadores (para Placas Eletromagnéticas):

    Alguns tipos de aço perdem a remanência assim que o campo magnético a que foram submetidos cessa. Por outro lado, aços ligados e/ou com altos teores de carbono, “armazenam” magnetismo residual e comportam-se como se fossem ímãs.

    Este magnetismo residual é danoso em muitas aplicações e nestes casos deve-se utilizar um painel desmagnetizador para a alimentação é controle da placa eletromagnética.

    Este painel submete as peças a campos magnéticos decrescentes e alternados e elimina a remanência das mesmas.

    As vantagens são as seguintes:

    • Completa desmagnetização das peças usinadas;
    • Rápido desprendimento (as peças não ficam mais aderidas à placa como se fossem “ímãs”);
    • Controle da tensão de alimentação (de 0 a 100%), potência e força de fixação. É uma opção interessante para a fixação de peças empenadas;
    • Controle do tempo de desmagnetização – dependendo do volume e da composição química das peças, pode-se regular o tempo necessário para a completa desmagnetização;
    • Fator de disponibilidade: 100% (100% duty);
    • Baixo consumo de energia.

    Observação : As placas eletropermanentes são sempre fornecidas com painel de comando que já possui sistema de magnetização incorporado.
    A instalação é muito simples: basta “alimentar” a placa eletromagnética com a tensão que sai do desmagnetizador (VCC), que por sua vez é alimentado com a tensão 220VCA disponível na máquina operatriz.

     

    Desmagnetizadores:

    Como não é possível se utilizar um painel numa placa magnética permanente, aconselha-se o uso de desmagnetizadores portáteis ou de bancada, após a operação de usinagem.
    Consulte os vários modelos disponíveis.

     

    Transpassadores:

    A ITAL tem uma linha completa de transpassadores magnéticos que, utilizados sobre as placas magnéticas, aumentam a versatilidade e produtividade. A utilização de transpassadores de pólos finos permite a fixação de peças pequenas sobre placas com pólos maiores.
    Os blocos transpassadores, prismáticos ou planos, não são magnéticos. Tornam-se magnéticos uma vez que estejam sobre uma placa energizada/magnetizada.

    CALÇOS RETIFICADOS

    Desde o início do catálogo frisamos que as placas magnéticas de fixação não fazem milagres e têm limitações. Algumas peças não podem ser usadas “sozinhas” sobre as placas magnéticas (Exemplos: peças com alta relação altura x área de contato com a placa, peças de aços especiais, etc). Nestes casos recomenda-se a utilização de calços retificados de aço 1020, que ajudam a fixar as peças, além de se garantir maior segurança à operação.

     

     

     

 

MANUTENÇÃO E GARANTIA

Efetuamos reparos em qualquer placa de fixação: magnética, eletromagnética, eletropermanente, nacional ou importada. Dentre os serviços que executamos em nossa fábrica, destacam-se os seguintes: troca de tampas, troca de bobinas, reparo de painéis de comando, alteração da tensão de trabalho (através de utilização de novas bobinas), substituição de ímãs permanentes, potencialização de placas antigas, etc.

 

 

 

QUESTIONÁRIO DE ESPECIFICAÇÃO

Devido à grande variedade de fatores que afetam a qualidade da fixação, a correta especificação de uma placa magnética é fundamental.
Evita-se o (custoso) súper-dimensionamento ou o (arriscado) sub-dimensionamento. Quanto maior o número de informações disponíveis, certamente maior será o custo-benefício obtido com o equipamento magnético instalado. Às vezes parecemos insistentes demais ao nos recusarmos a especificar equipamentos para aplicações cujos dados não estejam 100% definidos. Mas somente procedendo desta forma, podemos garantir a satisfação total do cliente e uma aplicação 100% segura!

 

PARA DEFINIR O MELHOR EQUIPAMENTO, FAVOR INFORMAR:


Para correta especificação de uma PLACA MAGNÉTICA (ou ELETROMAGNÉTICA ou ELETROPERMANENTE), é fundamental conhecer a aplicação. Respondendo às questões abaixo, poderemos garantir o melhor equipamento para a sua aplicação:

1- Qual a máquina onde será instalada a placa magnética?

(  ) retificadora
(  ) fresadora
(  ) plainadora
(  ) eletro-erosão
(  ) torno
(  ) CNC
(  ) outra - favor indicar:

  • Marca:
  • Modelo:
  • Largura da mesa
  • Comprimento da mesa
  • Diâmetro:

 

2- Dados para a instalação:
Possui alguma fonte disponível de corrente contínua para alimentação da placa?
(  ) Não
(  ) Sim – indicar:

Tensão disponível:
(  ) 220V                               (  ) 380V               (  ) 440V

( ) Monofásica                   (  ) Trifásica

(  ) 50 Hz                              (  ) 60 Hz
Ciclo de trabalho em 24 horas

Tempo máximo que permanecerá ligada:

 

3- Dados sobre a placa magnética desejada:

  • Dimensões:
  • Comprimento:
  • Largura:
  • Altura:
  • Diâmetro:

 

Tipo de pólo da placa magnética:
( ) longitudinal
(  ) transversal
(  ) outro:

Passo polar(mm) placa magnética:

Qual o tipo de “acionamento” desejado:

(  ) magnético (alavanca)
(  ) eletromagnético
(  ) eletropermanente

4- Dados sobre as peças a serem fixadas sobre a placa magnética:

  • máximo e mínimo comprimento:
  • máxima a mínima largura:
  • máxima e mínima espessura:
  • quantidade de peças a serem usinadas numa única vez:

 

Material da peça:

5- Acessórios para a máquina onde será instalada a placa magnética:

(  ) painel desmagnetizador
(  ) mesa de seno
(  ) morsa de precisão
(  ) desmagnetizador
(  ) bloco transpassador
(  ) esquadro de precisão
(  ) levantador magnético
(  ) outros - indicar:

Solicite catálogo referente a acessórios!!!

6- Croquis das peças:

7. Se lembrar de algo que julgue importante para a correta especificação Da placa magnética, não hesite em informar! Se tiver dúvidas, chame-nos, mande um e-mail, um fax, uma carta, mas não deixe de nos contatar! A ITAL tem uma linha completa de equipamentos magnéticos. Somos especialistas em magnetismo!